Atenção!

Tópico de recrutamento nukenin aberto: Recrutamento Nukenin



:: Topsites Zonkos - [Zks] ::










Pages: (2) 1 2  ( Go to first unread post ) Reply to this topicStart new topicStart Poll

» Planícies Externas (Cidade de Cima)
Kaeshi
 Posted: Feb 11 2017, 06:12 PM
Quote Post


Administrator
***

Group: Admin
Posts: 639
Member No.: 1
Joined: 25-December 16

Status: Offline







user posted image

Bem depois dos prédios e da área residencial, há uma larga planície que pode ser desfrutada desde que Konoha cresceu e tomou a parte superior ao Monte Hokage. Ao extremo noroeste da cidade há pouca movimentação, caminho que sai para a região das fazendas, e há uma vasta calçada e várias quadras esportivas públicas que são amplamente utilizadas. É um lugar bem pacífico.
PMEmail Poster
^
Ifrit
 Posted: Feb 12 2017, 09:59 PM
Quote Post


Advanced Member
Group Icon

Group: Jounin | VIP
Posts: 68
Member No.: 59
Joined: 9-February 17

Status: Offline







Konohagakure era muito barulhenta. Eu sabia que deveria ter ficado em Amegakure. Pelo menos O Kazekage havia me deixado ficar em uma parte mais calma e Amegakure não tinha crescido tanto quanto Konohagakure. A parte de baixo era mais pacífica mas como eu estava ficando na parte de cima, tive que andar bastante até que achasse uma quadra vazia de algum esporte com o qual eu minimamente me importava.

Ifrit estava usando uma roupa mais leve do que sua armadura e não havia ido até ali para mostrar a deslumbrante imagem que o Daimyou lhe obrigava a mostrar. Só queria um pouco de paz e sossego para meditar, algo que não tinha muito tempo para fazer depois que passou a fazer missões para Iwagakure e Konohagakure ao mesmo tempo. Estava usando roupas que comprou na rua de comércio popular incluindo uma calça preta larga, o seu pano protetor amarrado na cintura e um moletom azul-marinho para esconder parte do seu rosto mas com o zíper aberto até a metade, mostrando um pedaço do peitoral.


user posted image


Foi andando até o meio da quadra esportiva e alongou os músculos. Olhou ao redor e depois se abaixou, cruzando as pernas na frente do corpo e esticando as mãos para cima puxando ar. Desceu as mãos bem devagar enquanto soltava o ar pelo nariz e ficou ali meditando.

--------------------
user posted image

Vantagens e Desvantagens: (Colocando aqui para não ter que ir na minha ficha olhar)
Sex Appeal
Renomado
Renomado pelas habilidades em combate ao lado de missões com a Vila da Folha e no País do Vento, e por ter sido um dos comandantes que salvou o País das Dunas [Heroi de Guerra e Representante da Justiça do Daimyou]
----
Sociopata
Sádico
PMEmail Poster
^
Hisa
 Posted: Feb 12 2017, 10:56 PM
Quote Post


Advanced Member
Group Icon

Group: ANBU | VIP
Posts: 96
Member No.: 60
Joined: 9-February 17

Status: Offline







Girava no seu indicador a bola com revestimento de couro por alguns minutos enquanto andava. Parecia despreocupada, aproveitando o tempo bom para exercitar alguns movimentos. Nada de muito relevante, apenas gostava de se distrair com pequenos jogos que traziam lembranças boas de sua infância.

Mastigando um chiclete de tutti-frutti, já meio sem gosto, ela se aproximava da planície usando roupas casuais, como uma calça de malha preta e uma regata branca. Sua postura despreocupada revelava a pouca importância que dava para aquela manhã sem muitas atividades. Mas mesmo assim, apreciava a temperatura amena e o azul do céu, um fenômeno um tanto difícil de se acontecer ao ano em seu vilarejo natal.

Quando por fim estava próxima de uma das quadras percebeu que alguém estava lá. Pelos movimentos, provavelmente se alongando. – “Hmm. Tem uma bunda bonita” – Reparou sem se notar, abaixando-se para colocar a bola no chão.

Respirou fundo, não era inclinada a interações aquela hora da manhã, mas ... – “O que tenho a perder?” – Pensando assim, ela analisou o homem por um momento, esperando que se inclinasse novamente, se abaixando para tocar os dedos nas pontas dos pés. Então, travo seu alvo na mira da bola, e deu uma bicuda com a parte de dentro, almejando acertar as nádegas do desconhecido. – “Se eu acertá-lo vou..."

--------------------
user posted image

MASOQUISTA + MÁ FAMA (EXTENSA FICHA CRIMINAL; TRÁFICO DE ÓPIO, ESTELIONATO, EXTORSÃO, ETC. ABSOLVIDA APÓS A ÚLTIMA GRANDE GUERRA) + PERCEPÇÃO COMPREENSIVA


PM
^
Ifrit
 Posted: Feb 12 2017, 11:35 PM
Quote Post


Advanced Member
Group Icon

Group: Jounin | VIP
Posts: 68
Member No.: 59
Joined: 9-February 17

Status: Offline







Eu realmente não conseguia muita paz em qualquer canto que fosse e eu não estou dizendo isso pela fama que me enfiaram goela abaixo, mas sim pela minha habilidade natural de atrair pessoas problemáticas que veio se afiando desde que eu saí do País das Dunas. Mal cheguei e já tinha um sentimento de inimizade com pelo menos duas pessoas que nem tinham muito da minha atenção.

Enquanto me alongava ouvi algo cortando o ar depois de um barulho de chute. Um objeto leve com uma dinâmica nada cortante estava vindo pelas minhas costas e me acertou na nádega direita me fazendo dar um passo para a frente e quicando para longe. Eu devia ter esperado aquilo, alguma criança não havia tomado palmadas o bastante...


Ifrit se virou e abaixou o capuz para ver quantas crianças eram e se ele teria que sair da quadra para ir para casa mas foi surpreendido pela visão de uma mulher de olhos chamativos e cabelos lisos negros. A cara de pouca importância dela combinava com a dele e isso o fez se interessar um pouco inicialmente. Bem que aquele chute tinha sido meio forte demais para ser uma criança.


user posted image


- Sério? -


Tentei soar o mais indiferente que podia mas estava com vontade de agarrá-la pelo cabelo e dar-lhe palmadas por ter me causado aquele ardor na nádega.

Ele pegou a bola no chão e ficou olhando para a mulher.


- Você brinca disso por hobby? Suas coxas e braços são de alguém que treina mas não acho que seja em esportes. -

--------------------
user posted image

Vantagens e Desvantagens: (Colocando aqui para não ter que ir na minha ficha olhar)
Sex Appeal
Renomado
Renomado pelas habilidades em combate ao lado de missões com a Vila da Folha e no País do Vento, e por ter sido um dos comandantes que salvou o País das Dunas [Heroi de Guerra e Representante da Justiça do Daimyou]
----
Sociopata
Sádico
PMEmail Poster
^
Hisa
 Posted: Feb 13 2017, 02:32 PM
Quote Post


Advanced Member
Group Icon

Group: ANBU | VIP
Posts: 96
Member No.: 60
Joined: 9-February 17

Status: Offline







“… Vou me certificar da firmeza de suas nádegas. Eventualmente. O que poderia acontecer? Levar um soco? Hm. É. Ele tem uma boa postura e parece do tipo atlético, talvez seja um soco bem doloroso... Subarashi, rs.”

Se aproximou com passos calmos, o trajeto que a bola havia feito era considerável então levou alguns segundos demorados até chegar nele. Percebia que a bola estava em suas mãos, provavelmente recolhida por reflexo, sua expressão não revelava nenhum tipo de descontentamento então imaginou que se tratava de uma pessoa calma.

Mas só foi quando ele estava próxima o suficiente que percebeu quem havia acertado de maneira não acidental: Ifrit, herói da guerra que salvou o País das Dunas com sua liderança como general. Era uma referência para as alianças entre Konoha e outros países. Era um shinobi renomado e até mesmo ela que não se relacionava muito bem com as pessoas estava a par da sua fama e de seus feitos.

A única coisa que não sabia é que ele poderia ser muito bonito pessoalmente. – “Bonito. Não, bonito não, o cara foi esculpido Donatello, saiu da boc*** de Afrodite ou alguma pira dessa. Ele é bonito demais para estar entre os fod**** mortais.” – Ela provavelmente não tinha entendido muito bem o que o homem estava falando, pois ficou hipnotizada com o rosto dele por alguns segundos.

Mas assim que pode se recompor – parada feito uma estátua durante alguns segundos sem dizer nada – ela ergueu uma das mãos para reaver a sua bola. Havia entendido algo sobre “brincar”, “suas coxas” e “braços”. – “Ahn? Ele quer brincar com as minhas coxas e braços? Por mim, fechado.”


- Ahn? Foi tudo o que pode dizer por ora, enquanto fitava o piercing na parte inferior do lábio. Ah! Como apreciava aquele tipo de acessório, podia imaginar a dor que aquele furo havia causado, invejando-o por alguns momentos.

Então uma fina linha de sangue escorreu por uma de suas narinas, perdida em seus pensamentos não convencionais.


- Acho que é muito cedo para falar das minhas coxas, moço.Rompeu de seu transe, afirmando algo que se quer tinha certeza de ter ouvido. Pode me devolver a bola?


--------------------
user posted image

MASOQUISTA + MÁ FAMA (EXTENSA FICHA CRIMINAL; TRÁFICO DE ÓPIO, ESTELIONATO, EXTORSÃO, ETC. ABSOLVIDA APÓS A ÚLTIMA GRANDE GUERRA) + PERCEPÇÃO COMPREENSIVA


PM
^
Ifrit
 Posted: Feb 13 2017, 03:30 PM
Quote Post


Advanced Member
Group Icon

Group: Jounin | VIP
Posts: 68
Member No.: 59
Joined: 9-February 17

Status: Offline







Tinha algo estranho no olhar que ela me dava e eu já tinha visto aquele tipo de olhar em algum lugar. Eu não sabia ao certo quando alguém estava me julgando pela minha fama ou prestando atenção na minha aparência. Mas essa mulher estava fazendo um tipo diferente de observação que parecia tentar me despir com os olhos e... ela não estava prestando atenção no que eu estava falando. Merda.

Ifrit estalou os dedos para que ela voltasse a prestar atenção e segurou a bola que ela tinha chutado um pouco mais alto com a mão esquerda. Achou a voz dela agradável de se ouvir mas não era muito de se deixar por primeiras impressões. Continuou encarando ela de maneira fria e se impressionou um pouco quando o nariz dela sangrou... ligar os pontos não era muito difícil.


- Não falei das suas coxas somente. Falei dos seus braços também e que você parece treinar. Não estou te cantando por enquanto.


Apertei a bola e a estorei em sua frente para provar meu ponto e olhei para ver qual seria sua reação.

- Limpe seu nariz. Ele sangrou. Por que você me acertou com essa esfera? -


Ifrit jogou o que restou da bola de esportes para o canto da quadra e começou a fazer os alongamentos de novo olhando para ela dessa vez e colocando as mãos nos joelhos, fazendo um triângulo com as pernas perto da linha da cintura dela.

- Faça os alongamentos, me acompanhe e me ajude em meus exercícios e eu te dou outra bola para brincar. Meu nome é Ifrit. Como você se chama? -


Fiz um sinal com a mão e usei voz de ordem para vê-la se alongando também. Nada ajudava melhor um treino do que uma gostosa sacudindo os peitos e as coxas na minha frente. Ainda mais aquele tipo de pessoa que parecia tarada.

--------------------
user posted image

Vantagens e Desvantagens: (Colocando aqui para não ter que ir na minha ficha olhar)
Sex Appeal
Renomado
Renomado pelas habilidades em combate ao lado de missões com a Vila da Folha e no País do Vento, e por ter sido um dos comandantes que salvou o País das Dunas [Heroi de Guerra e Representante da Justiça do Daimyou]
----
Sociopata
Sádico
PMEmail Poster
^
Hisa
 Posted: Feb 13 2017, 10:08 PM
Quote Post


Advanced Member
Group Icon

Group: ANBU | VIP
Posts: 96
Member No.: 60
Joined: 9-February 17

Status: Offline








O estalar de dedos era eficaz, ela seguia os seus movimentos após ter saído de um breve transe, observando a sua bola ser levada mais para o alto. –“Ah, sim.. Meus braços... Por um momento esqueci que eles parecem tábuas de cortar carne de um açougueiro.”


- Oh, devo ter ficado distraída com... Seu pircieng.

Respondeu de maneira leviana, se realmente ter motivos para aquilo. Ainda mirava a sua bola afastada, não entendia muito o ponto daquilo, o que pretendia com iss-

- Cê ta de sacanagem.
– Arqueou uma das sobrancelhas quando sua bola foi estourada com a força de seu apertou. Suspirou observando os restos mortais do que era para ser um exercício matutino e descontraído. Qual o seu problema, ruivo... – Resmungou baixo ponderando se devia fazer pagá-lo pela bola ou não, parecia distante e sem prestar atenção novamente no que dizia.

Voltou seus olhos para ele, se quer havia percebido que seu nariz estava sangrando, mas não se importava nenhum um pouco. Passava o dedo de baixo de sua narina, tirando o excesso.


- Você obviamente não tá me cantando...
“Pois essa seria a pior abordagem possível... Na maioria dos casos” Eu não sei... Talvez essa seja a minha maneira de te cantar. – Deu de ombros cruzando os braços, com um sorriso dúbio, talvez estivesse de fato falando a verdade.

Acompanhou o movimento dele, parecia retornar o seu alongamento. Não estava muito animada com aquele tipo de exercício, mas se era o que tinham pra hoje, o acompanharia. Afinal, tinha se dado ao trabalho de ter ido até aquele lugar afastado, justamente para se exercitar, se era o caso de acompanhar um mala, que fosse.


- Não se preocupe. Eu arranjo outras bolas para brincar.
– Espelhou os seus movimentos, ficando de frente para ele. Ela respirou fundo antes de responder, começando a se alongar com calma. Tentando encontrar alguma tranquilidade naquela nova atividade.

Por fim, quando o nível da sua cabeça estava na mesma altura que a dele, ela disse de maneira quase displicente, sabendo das consequências que aquele nome normalmente lhe trazia.


- Hisa Miyamoto.
– Se tivesse um conhecimento mínimo a respeito dos jounins de Konoha, saberia da má fama que circundava o nome da mulher. Ao contrário dele, estava cercada dos motivos errados para se chamar atenção. Envolvida com tráfico de ópio, extorsão e estelionato, além de ter dizimado o próprio covil que lhe empregava, sua lista de acusações era grande o suficiente para se debater o resto do dia. Mas após a guerra, ela foi absolvida por conta de seus atos na Grande Guerra, e perdoada. Livre para viajar pelo mundo, desde que não pisasse mais no País do Ferro.

--------------------
user posted image

MASOQUISTA + MÁ FAMA (EXTENSA FICHA CRIMINAL; TRÁFICO DE ÓPIO, ESTELIONATO, EXTORSÃO, ETC. ABSOLVIDA APÓS A ÚLTIMA GRANDE GUERRA) + PERCEPÇÃO COMPREENSIVA


PM
^
Ifrit
 Posted: Feb 13 2017, 10:59 PM
Quote Post


Advanced Member
Group Icon

Group: Jounin | VIP
Posts: 68
Member No.: 59
Joined: 9-February 17

Status: Offline







Eu provavelmente iria sorrir se fosse fácil de me impressionar, a atitude daquela mulher era irritante o bastante para me agradar com aquele nariz empinado e aqueles olhos indiferentes a qualquer coisa que fosse fora do interesse dela. Afinal parecia que havia pessoas interessantes em Konoha, fui ameaçado pouco antes por um assassino meia-boca que fugia, conheci uma kunoichi-mirim de cabelos brancos e bem falante, um homem que viveu em Iwa por muito tempo apesar de eu não saber quanto tempo e agora uma mulher com atitude quase banal.

Ifrit deu um sorriso malicioso quando ouviu que talvez aquela fosse a maneira dela de cantar e começou a liderar os movimentos para que fosse copiado. Parou o rosto bem perto do dela quando olhou para a frente e gostou da frase que ouviu da mulher, mordendo o lábio inferior e abrindo o sorriso de maneira quase medonha.


- Quanto à pergunta eu tenho muitos, muitos problemas. -


Não consegui evitar parar de me alongar um pouco quando ouvi o nome Miyamoto Hisa. É claro que eu conhecia ela e sua família e ainda mais a história de sua longa ficha de crimes e de tudo que envolvia seu exílio das terras dos samurais [Clãs 2, Política 3]. Mas continuei parado sério olhando a poucos centímetros do rosto dela.

- Se essa é a parte que eu devia te xingar aqui, prefiro fazer isso entre quatro paredes. Não gosto de samurais, escondem as bolas por trás de honra falsa. Mas gosto da sua ficha criminal. -


Depois que fiquei satisfeito com os alongamentos me levantei e dobrei os dedos algumas vezes para ela entender que devia fazer o mesmo. Abri o zíper da minha blusa e joguei o moletom no chão perto dos restos da bola que estourei, ficando sem camisa e fazendo posição de combate.

user posted image


Ifrit se colocou em posição de combate e esperou que ela acompanhasse.

- Vamos brincar, menina má. Eu nunca disse que iríamos só nos alongar. Você merece palmadas por ter me acertado. -

--------------------
user posted image

Vantagens e Desvantagens: (Colocando aqui para não ter que ir na minha ficha olhar)
Sex Appeal
Renomado
Renomado pelas habilidades em combate ao lado de missões com a Vila da Folha e no País do Vento, e por ter sido um dos comandantes que salvou o País das Dunas [Heroi de Guerra e Representante da Justiça do Daimyou]
----
Sociopata
Sádico
PMEmail Poster
^
Hisa
 Posted: Feb 14 2017, 09:59 PM
Quote Post


Advanced Member
Group Icon

Group: ANBU | VIP
Posts: 96
Member No.: 60
Joined: 9-February 17

Status: Offline







Observou o sorriso que se arqueava naqueles lábios finos, mostrando um lado quase medonho – quase, pois ela não se lembrava da sensação de medo há algum tempo – intrigou-se com aquela imagem. Não o conhecia muito, mas a fama que rodeava o seu nome não se encaixava tão bem com o que lhe era apresentado. Só sabia dos elogios e das histórias que ele estava inserido, a faceta crua que estava a poucos centímetros do seu rosto lhe entretia.

- Muitos problemas, han...
– Conhecia aquele olhar, e o peso da palavra “problema”. – Parece que um fodido reconhece outro.

Fez se uma breve pausa após ter dito seu nome. Para ela a reação era clara, deveria tê-lo associado com facilidade apesar de não se expressar imediatamente. Possuía uma notável indiferença aos boatos e ao que não eram boatos (rs), já alguns anos morando naquele lugar, ouvir comentários atravessados era algo comum e cotidiano. Uma consequência bastante mínima – diante da sua falta de sensibilidade – pelos crimes que cometeu ao longo da vida.

A seriedade dos olhos dele refletia no vazio da sua íris azulada por trás das lentes, não se incomodava com aquela posição, apesar de não estar necessariamente acostumada a ficar fitando alguém tão próximo por tanto tempo.


- Aí, pergunta 'pros mortos se honra importa. A resposta vai ser o silêncio... Shinobis, samurais, honra falsa, honra legítima. Não importa. É só um atraso para passar lâmina em alguém.

Endireitou a sua postura terminando com o alongamento, completamente indiferente ao comentário dele a respeito de honra. Sabia que aquele havia sido o motivo de ruína do seu pai, dessa forma, nunca basearia os seus próprios passos em códigos ou princípios.


- Oh... Umas palmadas. Espero que não se limite a isso.O canto da boca mostrou um sorriso provocativo, que logo foi escondido pela bola de chiclete que se inflava e estourava logo em seguida. Assumiu a mesma posição de combate respirando fundo. Estava interessada em conhecer os movimentos do homem, imaginava que faria jus a sua fama, e apesar dela estar de mãos vazias, aquele seria uma boa maneira de se exercitar. – “Quem diria que eu teria a chance de bater em uma celebridade hoje? E olha que nem puxei a briga... Praticamente. ”


--------------------
user posted image

MASOQUISTA + MÁ FAMA (EXTENSA FICHA CRIMINAL; TRÁFICO DE ÓPIO, ESTELIONATO, EXTORSÃO, ETC. ABSOLVIDA APÓS A ÚLTIMA GRANDE GUERRA) + PERCEPÇÃO COMPREENSIVA


PM
^
Ifrit
 Posted: Feb 14 2017, 10:22 PM
Quote Post


Advanced Member
Group Icon

Group: Jounin | VIP
Posts: 68
Member No.: 59
Joined: 9-February 17

Status: Offline







Eu estava mais que acostumado com o jeito leviano que as histórias corriam e as fofocas eram contadas, principalmente quando eu era alvo da maioria delas. Mas eu também sabia que a má fama dela não era totalmente injustificada, pois aquela mulher gerou problema o bastante para ter sido banida e só foi perdoada por sorte, pelo que me disseram. Achava pessoas assim interessantes e úteis para serem manipuladas, a questão era saber se eu conseguiria manipular ela ou não. Porque afinal de contas, eu mostrei um pouco da minha imagem diferente do Ifrit heroi para ver se pescava interesse dela e parece que tinha dado certo.

Ifrit concordava com a visão sobre honra apesar de ter um pouco de código moral próprio, mas não ia discutir com ela ali no meio de uma quadra as diferenças entre as duas visões que eram contra o exagero cego da honra de alguns homens. Era hora de ver um pouco de ação. Mas não queria ver uma ação meia-boca qualquer, queria ver o que ela conseguia fazer quando usava o corpo que chamou sua atenção.

Não mostrei nenhuma variação na minha cara mas estava ansioso para ver o que ela podia fazer. Eu sabia muito bem que pessoas que vinham do País do Ferro davam um problema imenso com um pouquinho de aço na mão mas nunca havia parado para pensar no que um lutador de kendo ou iaido faria com o corpo. Decidi não usar minhas habilidades principais também.


- Vai depender mais de você do que de mim. Não vou usar nada sério por você estar sem espada. -


Parti para cima dela mas frearia no meio do meu movimento para trocar as pernas de posição quando ela fosse contra-atacar, o que deixaria minhas costelas abertas para um golpe dela, mas ela teria que se colocar vulnerável para fazer isso. Eu iria trocar uma dor nas minhas costelas pela chance de dar um passo para o lado dela e a palma da minha mão eu sua bunda com força para dar eco e me afastar.

Depois Ifrit deixaria ela o atacar e veria se ela tentaria imobilizá-lo com a certeza de que ela era muito forte e bem treinada, com a desculpa de usar o peso maior do corpo para puxá-la pela camisa e tentar dar um balão para a frente.


- Que tipo de exercício você prefere fazer? Não parece praticar muito treino assim. -

--------------------
user posted image

Vantagens e Desvantagens: (Colocando aqui para não ter que ir na minha ficha olhar)
Sex Appeal
Renomado
Renomado pelas habilidades em combate ao lado de missões com a Vila da Folha e no País do Vento, e por ter sido um dos comandantes que salvou o País das Dunas [Heroi de Guerra e Representante da Justiça do Daimyou]
----
Sociopata
Sádico
PMEmail Poster
^
Kyoukan
 Posted: Feb 15 2017, 08:24 AM
Quote Post


Advanced Member
Group Icon

Group: Jounin | VIP
Posts: 124
Member No.: 20
Joined: 31-December 16

Status: Offline







"Se você pretende se tornar um Assassino, você deve respeitar três princípios básicos: Não tirar a vida de inocentes, se misturar na multidão e não chamar atenção, não comprometer a ordem e a irmandade."

Eram as palavras que uma vez ouvi quando conheci um grupo de pessoas que diziam ser vigilantes do mundo, que buscavam manter o equilíbrio entre as forças do bem e do mal. Palavras sábias e que podiam ser aplicadas ao universo shinobi se fosse em épocas antigas e remotas onde cada shinobi era de fato um Assassino a mando de alguém, para "equilibrar" as coisas. Por ironia do destino o que fazia de mim um assassino era eu ter tirado a vida de meu irmão de maneira leviana e infantil no passado, o título que eu carregava não era motivo de orgulho e sim de desonra. Embora eu soubesse os princípios básicos de um Assassino, eu teria que recomeçar de novo se um dia eu quisesse sentir orgulho de ser chamado assim.

Pouco tempo atrás eu havia entrado em paranóia quanto ao fato do Ifrit saber meu nome, fiquei curioso sobre ele saber algo mais sobre mim ou apenas meu nome, então instintivamente o ameacei perguntando se teria que assassiná-lo por saber demais ou não. Ele havia dito que eu poderia me sentir a vontade para tentar.

E por essa razão agora estou observando ele de maneira furtiva enquanto interage com uma moça de cabelos negros e medidas um tanto quanto generosas. Me certificando de ocultar minha presença e minha liberação de chakra. Não peguei todo o começo da interação, mas os últimos momentos em que assumiam uma postura de combate.



ps.: Para todos os efeitos eu não estou nem aqui =] terminem o fight de vocês numa boa... Kyoukan ama vocês
PM
^
Hisa
 Posted: Feb 15 2017, 12:09 PM
Quote Post


Advanced Member
Group Icon

Group: ANBU | VIP
Posts: 96
Member No.: 60
Joined: 9-February 17

Status: Offline







“Não vai usar nada sério já que não estou com espadas... Hm. Parece que ele sabe um pouco mais do que apenas quem sou ou o que fiz. Bom, eu não pretendia usar nenhuma técnica especial de qualquer forma...” – Mantinha a mesma postura por alguns instantes. Já fazia algum tempo que Hisa não lutava de mãos nuas, apesar de não ser uma especialista, ela sabia o essencial para se virar bem, afinal era tão treinada e capaz quanto qualquer jounin de Konoha.

- Podemos ter alguma diversão então.
“Já que depende de mim.” – Era ágil, percebia o impulso que tomava para se aproximar dela, fazia o mesmo partindo para cima dele, os dois possuíam velocidades similares então estavam pareados naquele quesito, não poderia prever muito as suas ações mesmo se quisesse – e não queria.

Achou estranha a maneira com que decidiu trocar o seu movimento quando estavam próximos de se chocar, afinal, havia exposto parte de seu torso. Ele era um general de guerra, por conta da sua percepção intuitiva, a mulher chegou a cogitar que aquela poderia ser algum tipo de estratégia para lhe desferir um golpe ainda mais forte do que o que ela estava oferecendo em seu próprio corpo. – “O que é pior do que levar um soco nas costelas... Um chuto no saco? Oh, acho que vou tentar fazer isso. Nah, posso estragar a noite.” – Sem perder a oportunidade que ele mesmo havia oferecido, Hisa empregava um soco na sua lateral, sendo empunhado frontalmente, com todo o seu braço sendo estendido para encostá-lo. Seu outro punho estava cerrado próximo ao rosto para protegê-lo instintivamente.

Os segundos que gastou para acertá-lo deixaram-na suscetível para uma nova investida dele, e como era de se esperar, algo pior aconteceu.


- Seu grandessíssimo, filho da p*ta.
Ela colocou a mão na bunda sentindo sua nádega arder com aquele tapa que chegou a ressoar na quadra. – “Bem feito Hisa, você queria apalpar a bunda dele, e a sua sofreu as consequências. Isso é karma, vadia.” Eu estou bem com qualquer merda. Está se divertindo? Ó grande general do país das Dunas. – Parecia fazer pouco caso do seu título, ela estava bem com a maneira que o confronto estava indo até porque ele havia apenas começado. Mas imaginou que talvez aquilo não era o que ele tinha em mente? Afinal, havia acabado de lhe perguntar se queria tentar algo diferente.

De qualquer forma, ela fazia o primeiro movimento dessa vez, voltado a ataca-lo, corria em sua direção, dada a distância se fez há pouco, no meio do caminho ela usou de impulso para se arremessar contra ele, erguia as suas mãos mirando o pescoço do homem – apenas porque ele tinha um maxilar muito bonito e ela adoraria deixar a marca de suas unhas ali – poderia até tê-lo arranhado com isso, suas mãos ou a própria garganta, mas foi interceptada pelo movimento dele, que usou a gola da sua regata para lhe jogar para frente. – “Nooo! Essa é a minha regata boa!” – Seu corpo fez um baque no chão, com um barulho seco já que estavam em uma quadra. Ela olhava de relance para a regata branca esgarçada por conta daquele último golpe.

Ainda no chão, se ele se aproximasse tentaria dar uma rasteira para que não se aproveitasse da posição em que estava, fazendo com que os dois ficassem no mesmo nível. Se não, apenas saltaria para trás se afastando dele e se preparando para o próximo movimento.


- Posso adicionar uma regata branca a mesma lista de coisas que me deve, junto da bola?




off: saudações! não soube como interagir com o seu personagem já que ele estava com a ocultando a presença. acho que a minha vantagem de percepção não dá margem pra esse tipo de "sensor". haha. por isso se quiser aparecer no próximo turno, por mim está tranquilo. ;]

--------------------
user posted image

MASOQUISTA + MÁ FAMA (EXTENSA FICHA CRIMINAL; TRÁFICO DE ÓPIO, ESTELIONATO, EXTORSÃO, ETC. ABSOLVIDA APÓS A ÚLTIMA GRANDE GUERRA) + PERCEPÇÃO COMPREENSIVA


PM
^
Ifrit
 Posted: Feb 15 2017, 12:31 PM
Quote Post


Advanced Member
Group Icon

Group: Jounin | VIP
Posts: 68
Member No.: 59
Joined: 9-February 17

Status: Offline







Ela era boa do jeito que eu suspeitava e sua velocidade era parecida com a minha. Eu não era muito focado na parte ágil do combate por conta de meus jutsus mas sabia me virar, então isso me fez imaginar que ela devia ser bem letal no uso das espadas. O tapa foi em cheio nas nádegas dela e a sensação foi boa no ardor da minha mão. Não só por isso mas também o fato de que eu enchi a mão no tapa e ainda sobrou bunda.

Ifrit sabia que ela havia aberto a primeira guarda para a armadilha óbvia e dado o golpe em suas costelas. Sentiu a dor quando parou o movimento mas se recompôs com facilidade, sem reagir quando ela o chaou de filho da p*ta. Ainda conseguia escutar o eco do tapa na quadra e voltou à sua posição sem se importar com o pouco caso ao seu título. Ele mesmo nunca tinha desejado ser general, então pouco se importava com qualquer coisa direcionada a isso.

Depois que deu um balão e viu o corpo dela rolando no chão é que deu um pequeno sorriso esperando que ela visse o olhar sádico no seu rosto. Mas não atacou ela no chão pois aquilo ali não era uma briga séria e nem guerra.


- Pode adicionar o que você quiser e sinta-se sortuda por eu não ter rasgado sua regata ou feito um chicote de borracha para te bater. -


Mudou um pouco a postura com a perna esticada para ver o que ela faria em um golpe direto se fosse tentar derrubá-lo de novo. Entendeu que aquela luta era apenas uma maneira de duas pessoas com problemas sociais sérios de se conhecerem melhor, e estava cada vez mais interessado naquela samura-ninja.

Quando ela viesse iria tombar o corpo para o lado e deixaria seu corpo ao alcance das mãos e unhas dela. Como estava sem camisa, ela não tinha muito lugar para pegar e derrubá-lo, e suas pernas estavam esticadas e firmes para impedir que ela o desse uma rasteira fácil. Então iria deixar que ela atacasse e quando ela fosse derrubar, passaria a perna atrás da dela e agarraria a mulher com força com um abraço no dorso para cair junto dele.

Dali iria rolar por cima dela e tentar segurar os braços dela contra a quadra ficando por cima


- Você é boa, roninzinha. -

--------------------
user posted image

Vantagens e Desvantagens: (Colocando aqui para não ter que ir na minha ficha olhar)
Sex Appeal
Renomado
Renomado pelas habilidades em combate ao lado de missões com a Vila da Folha e no País do Vento, e por ter sido um dos comandantes que salvou o País das Dunas [Heroi de Guerra e Representante da Justiça do Daimyou]
----
Sociopata
Sádico
PMEmail Poster
^
Hisa
 Posted: Feb 15 2017, 02:51 PM
Quote Post


Advanced Member
Group Icon

Group: ANBU | VIP
Posts: 96
Member No.: 60
Joined: 9-February 17

Status: Offline







Sentia um leve ardor em suas costas percorrer a pele, mas era bastante superficial, mal podia curtir aquela ardência por conta da sua falta de profundidade. Agora o tapa, esse sim, estava a fazer Hisa sorrir com o canto da boca até então. Sentir sua nádega queimar com a marca da mão do homem. Estava de pé, e recomposta o suficiente para perceber até então um sorriso sádico bastante inédito. – “Alguém está se divertindo mais do que eu esperava” – erguia uma das sobrancelhas analisando-o enquanto ajeitava a sua regata desgrenhada.

- É... O que eu quis-
–Começava a considerar pedir mais coisas quando sua linha de raciocínio foi cortada pela sua última frase. “Me bater com um chicote?!” – A imagem que surgia em sua mente deixava seu sangue tão fervente quanto o sangue que escorria por suas narinas de maneira muito mais considerável do que da última vez. Um leve arrepio percorria a sua espinha com aquela ideia agradável, seria difícil de se concentrar agora. Deve ter ficado pelo menos uns dez segundos desdobrando as suas imagens na sua cabeça apanhando com chicote, com uma expressão desconcertada em seu rosto, olhando para o horizonte. – Perfeito... Falou baixo.

Percebeu que ele mudava um pouco o seu posicionamento de combate. – “Ah é, precisamos continuar com isso. Merda, eu não estou nada focada. Merda, ele é muito bonito. MERDA, MINHA BLUSA ESTÁ SUJA DE SANGUE” – Só então notou que seu nariz estava vazando. Limpou rapidamente com as costas da mão e partiu para cima do homem novamente, mirava acertar o eu peito desnudo, com soco frontal. Mas o corpo dele tombou para o lado, desviando do golpe. Prontamente ela redirecionou o próximo movimento, tentando derrubá-lo com seus braços, quando o empurrou com seu próprio torso. Mas a perna dele estava com o posicionalmente ideal para leva-la junto. Caiu sobre o homem sendo segurada por suas mãos.

No momento seguinte, rolaram para o lado, para que ele ficasse sobre ela. Seu rosto estava perto demais, aquela era uma tentação maior do que sua falta de moral poderia resistir.


- Hah, boa é um adjetivo difícil de me descrever.
– Ela sorria de maneira vil, usando de alguma força para segurar o rosto do homem, se não fosse possível, apenas usaria a inclinação de sua cabeça. Me deixe sentir se é bom também. – Uma vez com o os rostos próximos, Hisa beijaria o homem sem escrúpulos, sentir o calor da sua boca. Mas o beijo teria uma ponta de dor, pois poucos segundos depois morderia o pircieng inferior do seu lábio, arrancando-o a força com seus dentes.

--------------------
user posted image

MASOQUISTA + MÁ FAMA (EXTENSA FICHA CRIMINAL; TRÁFICO DE ÓPIO, ESTELIONATO, EXTORSÃO, ETC. ABSOLVIDA APÓS A ÚLTIMA GRANDE GUERRA) + PERCEPÇÃO COMPREENSIVA


PM
^
Ifrit
 Posted: Feb 15 2017, 03:34 PM
Quote Post


Advanced Member
Group Icon

Group: Jounin | VIP
Posts: 68
Member No.: 59
Joined: 9-February 17

Status: Offline







Eu não pensei que ia encontrar alguém tão tarada assim logo de cara, qual era o problema daquela mulher? Quando eu mencionei o chicote o nariz dela começou a sangrar como uma mangueira e chegou até a pingar na roupa. Eu estava acostumado com muita gente depravada mas eu não esperava que a mulher expulsa do país do ferro fosse aquele tipo de pessoa. Afinal era era do clã Miyamoto e eles eram bem quadradões com o jeito honroso deles.

Ifrit leu o "Perfeito" na voz dela antes de se defender de maneira correta e girar com ela no chão para ficar por cima. As mãos dela eram fortes e agarraram o seu rosto conseguindo se esquivar das suas mãos, puxando ele para perto. O general das Dunas arregalou os olhos de leve quando os lábios se tocaram e ia fazer um movimento para se afastar... depois que aproveitasse um pouquinho. Ela parecia uma mulher bem perigosa.


- FILHA DA P*TA -


Ela arrancou a m*rda do meu piercing com força e eu senti o sangue sair pelo lugar quando o suporte de dentro se quebrou e se soltou. Escorreu pelo meu queixo e caiu na camisa regata dela se misturando com o seu sangue. Meu sangue ferveu de raiva e eu usei meus joelhos para colocar o peso do meu corpo por cima do dela e me ajoelhar por cima dos seus braços.

Levei a mão ao ferimento e fiz selos rápidos com as mãos para começar a soprar a borracha púrpura do Yoton com a minha boca, fazendo uma parede redonda que se fechava ao nosso redor para que ninguém olhasse nada. Tinha espaço de sobra para ficarmos os dois ali dentro e dois metros de altura.


Ifrit levou a mão dentro da boca para pegar o outro bud do piercing que estava torto ali e cuspiu sangue no chão ao lado. Ainda imobilizando ela, pegou a outra parte do piercing na sua boca e com a outra mão deu um tapa no rosto dela, voltando a acertar o outro lado com as costas das mãos. Encaixou o piercing de volta mesmo sentindo dor e deu mais um tapa antes de puxar ela pelo cabelo e pelo braço para prensar ela contra a parede de borracha usando o próprio corpo, segurando seu cotovelo para trás com os olhos raivosos e a boca perto do rosto dela ainda pingando um pouco de sangue no ombro da camisa da mulher.


- Você quer apanhar, é? Você é louca, sua vadia? -


Deu outro tapa muito mais forte do que o de antes no mesmo lugar e seu lado sádico estava saindo de controle

--------------------
user posted image

Vantagens e Desvantagens: (Colocando aqui para não ter que ir na minha ficha olhar)
Sex Appeal
Renomado
Renomado pelas habilidades em combate ao lado de missões com a Vila da Folha e no País do Vento, e por ter sido um dos comandantes que salvou o País das Dunas [Heroi de Guerra e Representante da Justiça do Daimyou]
----
Sociopata
Sádico
PMEmail Poster
^
Hisa
 Posted: Feb 15 2017, 07:02 PM
Quote Post


Advanced Member
Group Icon

Group: ANBU | VIP
Posts: 96
Member No.: 60
Joined: 9-February 17

Status: Offline







O metálico do pircieng brilhava ainda preso nos dentes da mulher, seus lábios formavam um sorriso nocivo, mostrando a sua natureza ominosa. O sangue ele estava em sua boca por conta da maneira nada gentil com que tirou a joia. Ela tentava se conter, mas era impossível, a reação dele era mais um motivo para o seu deleite. Cuspiu o pircieng de lado, sorrindo, mesmo com a dor do joelho dele sobre ela, limitando os seus movimentos.

- Awn, não é pra tanto.
Revirou os olhos quando percebeu que ele estava soprando uma espécie de massa púrpura para prendê-los lá dentro. Estava ciente da dor que aquela arrancada poderia ter causado, mas não se arrependia ou envergonhava-se, ela foi movida por um estímulo legítimo de provocação. Não pode resistir quando aquela bela boca furada estava tão próxima da dela.

Ficou imóvel observando-o mexer na boca, achando sua irritação um tanto divertida. Se ele desse aquele “treino” por encerrado ao menos havia dado boas risadas. Até que o tapa fez com que sua cabeça de mexesse para o lado, e seguida para o outro.

A dor que estalava em seu rosto fazia com que a mulher fizesse uma breve careta, contorcendo o desenho natural da boca, mas logo parecia prender o ar, segurando a sua risada até os limites do insuportável. Quanto mais agredia, mais ela chegava ao ponto de não se aguentar. Por fim, quando ele perguntou se ela era louca, não conseguiu conter a sua gargalhada, rindo em sua cara, ensanguentada pelo sangue de ambos. Antes que pudesse lhe responder, um tapa ainda mais forte na sua nádega do que da primeira vez fez com que cerrasse os dentes.


- Eu sou a louca? Você parecia estar gostando disso mais do que deveria. Além disso, estamos apenas nos aquecendo. – O rosto dele estava próximo do dela novamente, mas de um ângulo diferente dessa vez. Como sua boca estava perto do seu ouvido não precisou de muito para movimentar a sua cabeça e tentar dar uma cabeçada no homem. Ela poderia não acertá-lo necessariamente, mas tentar desviar do seu movimento para não ter o seu nariz fraturado, já seria distração o suficiente para sua mão se afrouxar e ela conseguir se desvencilhar dessa posição, soltando o seu braço esguio com rapidez, virando-se já com a perna flexionada pronta para acertá-lo no torso, fazendo com que se afastasse.

- Aí, o que que você tem em mente com essa bolha de merda em volta da gente? General Ifrit não quer que testemunhem como ele trata vira-latas?



--------------------
user posted image

MASOQUISTA + MÁ FAMA (EXTENSA FICHA CRIMINAL; TRÁFICO DE ÓPIO, ESTELIONATO, EXTORSÃO, ETC. ABSOLVIDA APÓS A ÚLTIMA GRANDE GUERRA) + PERCEPÇÃO COMPREENSIVA


PM
^
Ifrit
 Posted: Feb 15 2017, 07:46 PM
Quote Post


Advanced Member
Group Icon

Group: Jounin | VIP
Posts: 68
Member No.: 59
Joined: 9-February 17

Status: Offline







Ela era doida de verdade e eu era mais retardado ainda por ter entrado na onda dela. Vi ela gargalhando e tive vontade de espremer ela contra a parede até esmagar aquele sorriso metido. Rangi os dentes com a sensação dela dizendo que eu estava gostando daquilo. Eu não queria ter que admitir mas estava realmente gostando de puní-la apesar da dor em minha boca me incomodar mais do que devia. O problema é que ela também parecia gostar quando eu descontava minha raiva nela. Que mulher doida varrida.

Ifrit se esquivou da cabeçada dela e deu dois passos para trás para se preparar e voltar. A perna dela atingiu o lado do seu torso e ele teve que se afastar mais para o outro lado, perto da parede oposta que não era tão grande apesar de ter espaço para que os dois ficassem tranquilamente ali dentro.


- Você quer que eu te mostre como um general trata vira-latas? -


Ifrit fez os selos de mão e gerou com a boca uma linha de borracha púrpura extensa que ia se afinando até a ponta, pegando o chicote com a mão e estalando no chão na sua frente. Ao invés de atacar ela direto quando terminou, ele chutou para trás, empurrando o circulo-parede de borracha para aquela direção e fazendo a parede acertar nas costas da Miyamoto para empurrá-la e desequilibrá-la.

Depois estalou o chicote na coxa dela sem usar toda a força até aquele momento e tentou acertar na lateral da cintura dela com outro estalo. Sentiu seu sangue ferver e sua cara não estava de muitos amigos mesmo que não deixasse a raiva atravessar seu rosto sério.


- É isso que você quer? -


Se ela o atacasse ele tentaria empurrar ela de volta contra a parede e segurá-la pelo cabelo antes de jogar contra a outra parede para acertar o chicote nas costas dela.

--------------------
user posted image

Vantagens e Desvantagens: (Colocando aqui para não ter que ir na minha ficha olhar)
Sex Appeal
Renomado
Renomado pelas habilidades em combate ao lado de missões com a Vila da Folha e no País do Vento, e por ter sido um dos comandantes que salvou o País das Dunas [Heroi de Guerra e Representante da Justiça do Daimyou]
----
Sociopata
Sádico
PMEmail Poster
^
Hisa
 Posted: Feb 16 2017, 01:23 PM
Quote Post


Advanced Member
Group Icon

Group: ANBU | VIP
Posts: 96
Member No.: 60
Joined: 9-February 17

Status: Offline







Movimentava o pescoço, sentindo um estalo. Estava aproveitando daquele convite mais do que o esperado. Apesar de normalmente se conter em combates tão causais e desnecessários como aquele, se dava a oportunidade de divertir-se, obtendo prazer através da sua dor. A sensação lancinante que brotava em alguns pontos da sua pele incendiava a sua mente, buscando por mais, como um vício difícil de ser suprimido quando atiçado. Mas por outro lado, a dor era um incentivo para que ficasse mais compenetrada no embate, absorvendo seus movimentos.

“Oh, parece que vai me mostrar algo novo” – Aparentemente a sua provocação estúpida havia surtido algum efeito nele. O suficiente para que começasse a fazer selamentos. Imaginava que tipo de técnica lhe aguardava, parecia ser uma extensão da sua especialidade. – “Não...” – Abriu um sorriso quando percebeu que em suas mãos uma espécie de chicote se formava. Ela mal percebeu que a parede a acertou com intuito de se desequilibrar, afinal estava focada naquela “arma”. E honestamente, ele não precisava daquilo para lhe acertar, Hisa não teria se mexido de qualquer forma.

A sua calça de malha resistiu ao impacto do chicote em sua coxa, mas ela pode sentir a prévia da dor com aquela breve demonstração, cerrava os punhos inerte, inclinada a prosseguir daquela maneira. Seus óculos deslizavam pelo dorso do nariz, ficando na ponta dele. Por trás, os olhos azuis estreitavam-se, mirando-o satisfeita pela escolha de arma. Não fez questão alguma de se mover recebendo o golpe desferido em sua cintura, fazendo com que sua mão fosse de encontro ao lugar ferido no instante seguinte.


- Parabéns por ter escolhido uma arma tão prazerosa. Na minha lista de preferência ela só perde para bokkens. – A dor que prevalecia em sua pele ardia de maneira relevante, apesar de ainda não tê-la feito sangrar. Partia para cima dele novamente, seu lado sádico podia não ser tão aflorado quanto o masoquista, mas gostava da ideia de ter aquele rosto bonito sendo acertado pelo punho.

Sua investida era negada pelo braço livre do homem, que a jogava contra a parede.


- Eu vou ter que latir para você me bater de verdade? – Ria, antes que o golpe fosse desferido em suas costas. Sentiu o ardor singular penetrar o dorso. Mas não deixava aquela oportunidade escapar. Segurou o corpo do chicote, sua mão brilhava suavemente com o chakra que estava imbuído, usava o mesmo conceito do Kinobori para não se desprender daquela borracha. Por alguns poucos segundos, pareciam disputar a posse do cabo de guerra, fazendo com que ficasse completamente esticado. Mas assim que ele tentasse puxar novamente, não faria questão alguma de oferecer resistência, pelo contrário, a arma seria devolvida, junto com ela, presa no final, usando de algum impulso na parede para se jogar contra ele. Já que provavelmente estaria uma das mãos ocupadas segurando a arma, não poderia se defender com aquela, lhe dando alguma vantagem em sua investida. Com a sua própria mão livre, que não segurava o chicote, ela tentava espancar seu rosto com um soco cruzado.
Novamente perto o suficiente dele, com as mãos trêmulas, ainda disputando o poder do chicote, olharia nos seus olhos afiados, sorrindo da sua maneira vil.


- Há coisas tão divertidas que isso pode proporcionar.Em um movimento rápido, usou a mão que segurava o chicote para laçar o próprio pescoço. Começava a levantar a ponta de borracha para lhe entregar sugerindo que a puxasse. Você quer colocar uma coleira em um cachorro vira-lata? – A ponta do chicote balançava diante dos seus olhos. Se de fato quisesse apertar o pescoço de Hisa com aquilo, teria que usar as suas duas mãos para puxar as duas pontas do chicote e então asfixiá-la. O que a deixaria livre – ainda que relutante por conta da falta de ar – para pressionar a sua cabeça contra a dele. E talvez algo mais.

--------------------
user posted image

MASOQUISTA + MÁ FAMA (EXTENSA FICHA CRIMINAL; TRÁFICO DE ÓPIO, ESTELIONATO, EXTORSÃO, ETC. ABSOLVIDA APÓS A ÚLTIMA GRANDE GUERRA) + PERCEPÇÃO COMPREENSIVA


PM
^
Ifrit
 Posted: Feb 16 2017, 02:35 PM
Quote Post


Advanced Member
Group Icon

Group: Jounin | VIP
Posts: 68
Member No.: 59
Joined: 9-February 17

Status: Offline







Ela era mesmo louca, muito louca. Não sabia que podia ter alguém com a cabeça tão doida assim vinda do País do Ferro. Hisa nem mesmo desviou meus golpes de início e isso estava me dando ainda mais raiva e mais vontade de chicotear ela com força. Não só isso mas ela também estava me provocando com sua risada irritante, o que me fez acertar ela nas costas com força enquanto ia para o outro lado da parede.

Ifrit viu ela pegar na ponta do chicote e pela maneira como puxava sabia que ela estava usando algum jutsu para manter ele preso ali. Acabou caindo na armadilha dela e deu um puxão no chicote, fazendo a mulher ir na sua direção... mas Ifrit estava com seu lado sádico vazando pela pele e pelos músculos e quando ela foi dar um soco cruzado ele desceu a cabeça para atingir o punho dela com a parte dura do crânio antes de pegar ela pelo pescoço e empurrar de volta na direção da parede. Ficou mais tenso ainda quando ela colocou o chicote no seu pescoço.


- Já sei qual é a sua, sua louca. Mas você está me provocando demais. -


Eu tinha vontade de fazer tantas maldades que nem sabia por onde começar, então só me aproximei olhando nos olhos dela e puxando a ponta solta do chicote com força e asfixiando ela contra a parede, cheguei até mesmo a levantar ela um pouco pelo pescoço deixando ela nas pontas dos pés... meus braços estavam quase doendo pela tensão e pelo tanto que eu me segurava para não exagerar demais na raiva que eu ainda sentia pela ardência debaixo dos meus lábios.

- Você quer que eu te leve de coleira até o lugar do castigo ou algo assim? É assim que você treina!? Quer passear, sua vira-lata? -


Eu nem sabia mais se queria bater nela ou apertar ela contra a parede de tanta raiva que eu sentia daquele jeito que os olhos azuis dela me encaravam com malícia demais e sem se importar com meu lado sádico.

--------------------
user posted image

Vantagens e Desvantagens: (Colocando aqui para não ter que ir na minha ficha olhar)
Sex Appeal
Renomado
Renomado pelas habilidades em combate ao lado de missões com a Vila da Folha e no País do Vento, e por ter sido um dos comandantes que salvou o País das Dunas [Heroi de Guerra e Representante da Justiça do Daimyou]
----
Sociopata
Sádico
PMEmail Poster
^
Kyoukan
 Posted: Feb 17 2017, 09:52 AM
Quote Post


Advanced Member
Group Icon

Group: Jounin | VIP
Posts: 124
Member No.: 20
Joined: 31-December 16

Status: Offline







As coisas entre Ifrit e Hisa começavam a ficar intensas, meus olhos treinados e minha visão aguçada me conferiam uma visão um tanto quanto privilegiada, mesmo do local que eu estava usando como ponto de observação.

Então surgia o momento que eu tanto aguardava, descobrir as habilidades ninjas de Ifrit. Após uns selamentos rápidos de mão o ruivo assoprava uma substância púrpura que se transformava em uma redoma de algo que parecia ser borracha.

Daquele momento em diante eu não tinha mais visão sobre o que acontecia barreira adentro, mas havia aprendido uma coisa bem interessante, que eu poderia utilizar à meu favor em momento futuro, como parte de algum genjutsu visual.

Ficar encarando aquela redoma me deixava inquieto, o que poderia estar acontecendo ali? Seria algo impróprio? Seria algo que eu devesse me preocupar e tentar interromper?

Quando eu começava a me questionar essas coisas, Ryousei surgia ao meu lado, apoiava a mão direita em meu ombro esquerdo e dizia: - Você não é do tipo que se importa com os outros...apenas observe o desenrolar disso tudo, aprenda tudo que puder sobre seus futuros inimigos. Descubra seus pontos fortes e fracos e saiba como usá-los contra eles. E treine os pontos em que você achar que está inferior a eles.

"Tem razão...essa vila pacata e essa pasmaceira toda estão me deixando frouxo... estou começando a esquecer coisas básicas de como ser um shinobi cuja habilidade principal é ceifar a vida do alvo sem deixar vestígios...bem lembrado"


Ps.: Postando só pra quebrar a tensão e o ritmo de vocês <3
PM
^
1 User(s) are reading this topic (1 Guests and 0 Anonymous Users)
0 Members:

Topic OptionsPages: (2) 1 2  Reply to this topicStart new topicStart Poll


 


 


Skin "Friday Night" by Doge in Boots